História

A AIA-CTS constituiu-se em 2010, ao cumprirem-se 10 anos do Seminário bienal CTS, cuja primeira edição se celebrou em Aveiro (Portugal) em julho do ano 2000. Até 2008 este Seminário era Ibérico e ocorria bienalmente alternadamente em Portugal e Espanha. Durante a sua quarta edição, em 2006, decidiu-se que o V Seminário Ibérico, realizado em Portugal, seria alargado aos investigadores da América Latina e corresponderia simultaneamente ao I Seminário Ibero-americano. O II Seminário Ibero-americano, em 2010, foi o primeiro a ocorrer na América Latina.

  • I Seminário Ibérico CTS, em 2000 – Universidade de Aveiro – Portugal
  • II Seminário Ibérico CTS, em 2002 – Universidade de Valladolid – Espanha
  • III Seminário Ibérico CTS, em 2004 – Universidade de Aveiro – Portugal
  • IV Seminário Ibérico CTS, em 2006 – Universidade de Málaga – Espanha
  • V Seminário Ibérico CTS / I Seminário Ibero-americano CTS, em 2008 – Universidade de Aveiro – Portugal
  • II Seminário Ibero-americano CTS / VI Seminário Ibérico CTS, em 2010  – Universidade de Brasília – Brasil
  • VII Seminário Ibérico CTS / III Seminário Ibero-americano CTS, em 2012 – Madrid – Espanha
  • IV Seminário Ibero-Americano CTS/VIII Seminário CTS, em 2014 – Universidade de Santo Tomás – Bogotá, Colômbia
  • V Seminário Ibero-Americano CTS/IX Seminário CTS, em 2016 – Universidade de Aveiro, Portugal

Estes seminários configuram-se como um espaço para debate académico sobre o campo de investigação das inter-relações Ciência-Tecnologia-Sociedade no ensino das Ciências. Os seus objetivos prioritários centram-se no incentivo ao debate, à investigação e à inovação como forma de alcançar uma educação em ciências de qualidade.

O seu público-alvo são investigadores e estudantes de Pós-Graduação que desenvolvem pesquisa na área. A adesão cada vez maior de participantes neste evento demonstra a atualidade da temática e propicia a consolidação de estudos e pesquisas no campo e o intercâmbio científico favorecido pela proximidade das línguas ibero-americanas.

A educação CTS é encarada como uma via para concretizar o ensino das Ciências orientado para uma literacia científica crítica dos alunos. E é este o ideal mais consentâneo com uma educação para a cidadania e para o Desenvolvimento Sustentável. E esta perspectiva tem sido reconhecida e difundida nesta e por esta comunidade que se foi alargando.

Leave a Reply