Plano de atividades

 Associação Ibero-Americana CTS na Educação em Ciência – Programa para o quadriénio 2016 – 2020

Programa

A presente candidatura aos Órgãos Sociais da Associação Ibero-Americana CTS na Educação em Ciência (AIA-CTS), protagonizada por 12 Membros Associados dos quais dez integraram os Órgãos Sociais do quadriénio anterior, assenta em três pressupostos:

(i) a necessidade de aprofundar e consolidar trabalho desenvolvido, daí a opção por manter muitos dos membros da equipa anterior mas alterando, em alguns casos, a sua participação nos Órgãos;

(ii) a importância de dar voz aos países com maior representatividade de associados (Portugal, Espanha, Brasil, Colômbia, Argentina e México);

(iii) sentido de responsabilidade de todos, enquanto grupo, na criação de uma Associação forte e respeitada no espaço Ibero-Americano de Educação em Ciência.

A lista que aqui se apresenta está disponível e empenhada em congregar esforços que permitam conseguir alcançar uma Associação forte, coesa e capaz de se afirmar, no contexto Ibero-Americano, como entidade divulgadora de orientações CTS|CTSA para a Educação formal e não formal em Ciência/Ciências, promotora de trabalho de investigação que leve ao aprofundamento do conhecimento nesta área e à formação de estudantes, professores e outros públicos não escolares.

Tal como aconteceu no primeiro quadriénio, 2012 – 2016, estamos conscientes do desafio que a AIA-CTS representa querendo que ela se torne consequente nas intervenções que investigadores, educadores e divulgadores de ciência façam no âmbito das suas funções profissionais e de cidadania ativa. Assumimos de forma consciente que é necessário construir acções concertadas e articuladas de investigadores, educadores e decisores de políticas educativas.

Reiteramos, pois, a Visão, a Missão, os Objetivos e Atividades assumidas aquando da apresentação da candidatura para 2012 – 2016, que nos propomos defender e levar a cabo, numa perspetiva da sua reconceptualização face a cada momento e tendo em conta problemas e contextos de âmbito local, nacional, internacional e global. Trata-se, portanto, de enunciar linhas gerais que servirão de guia para ações mas que não poderão ser limitantes das mesmas.

Visão

A Associação Ibero-Americana CTS na Educação em Ciência representa educadores e investigadores Ibero-Americanos que trabalham e têm interesse no aprofundamento de conhecimento na área da Ciência-Tecnologia-Sociedade na educação em ciência, em contextos de ensino formal e não formal, para qualquer nível de escolaridade. A perspetiva Ciência-Tecnologia-Sociedade constitui um referencial para a educação em ciência utilizado por muitos autores na elaboração de currículos e programas, na conceção de estratégias e recursos didáticos, na formação de professores e educadores com resultados muito promissores em termos de maior interesse dos jovens pela ciência. A compreensão das múltiplas relações entre ciência, tecnologia e sociedade, opõe-se a uma visão neutra, descontextualizada e distorcida de cultura tecnocientífica. O desenvolvimento e expansão da AIA-CTS deverá ter como visão tornar-se a maior Associação da comunidade Ibero-Americana de educação em ciência(s) orientada por perspetivas CTS|CTSA.

Para alcançar esta visão, a AIA-CTS deverá definir uma agenda de intervenção orientada pelos seguintes princípios:

(i) Contribuir para a difusão de perspetivas CTS|CTSA na educação em ciência em países Ibero-Americanos;

(ii) Envolver-se em intervenções educativas que nos vários países possam contribuir para reorganizar o ensino formal e não formal das ciências;

(iii) Congregar experiências desenvolvidas com vista a definir modelos e práticas que caracterizem processos de intervenção bem sucedidos;

(iv) Estabelecer parcerias com instituições e organismos congéneres.

Missão

A missão da AIA-CTS é tornar-se:

(i) Uma voz de educadores e investigadores Ibero-Americanos que advogam o enquadramento CTS|CTSA para a educação em ciência;

(i) Uma rede de especialistas em educação em ciência que possa contribuir para a troca de experiências entre vários países Ibero-Americanos;

(ii) Uma plataforma para o diálogo de decisores políticos sobre o ensino formal e não formal das ciências em países Ibero-Americanos, através de estudos e elaboração de pareceres;

(iii) Uma rede de investigadores cujos trabalhos contribuam para o aprofundamento do conhecimento no domínio CTS|CTSA;

(iv) Um parceiro privilegiado de outras entidades e associações científicas que trabalhem em prol da educação em ciência.

Objetivos Estratégicos

A AIA-CTS tem como propósito envolver-se e prosseguir ações e intervenções com parceiros específicos que lhe permitam concretizar a sua Missão, guiada pela Visão que a sustenta. Assim, os objetivos a alcançar envolvem interlocutores distintos.

(i) Com investigadores:

– Alargar o número de Associados e de países de modo a aumentar a massa crítica da AIA-CTS e também o seu campo de intervenção;
– Estimular o intercâmbio de especialistas dos países envolvidos na Associação;
– Organizar reuniões científicas sobre temas de relevância para o campo de conhecimento da AIA-CTS;
– Desenvolver projetos de investigação envolvendo investigadores de vários países, sobre problemas e temas de interesse comum.

(ii) Com professores / educadores:

– Promover parcerias entre educadores e investigadores que proporcionem mais conhecimento mútuo sobre o papel de orientações CTS|CTSA na educação em ciências;
– Divulgar trabalhos de investigação e intervenção relevantes para a educação em ciências.

(iii) Com outros parceiros:

– Aprofundar parcerias estratégicas em particular com a OEI – Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura.
– Estimular debates interdisciplinares com investigadores de outras áreas de conhecimento.
– Criar / participar em fóruns de discussão sobre educação em ciência em contextos formal e não formal.
– Disseminar informação sobre a atividade da AIA-CTS e do seu papel na comunidade científica e educacional, em cada País e no espaço Ibero-Americano.

(iv) Com todos os interlocutores:

– Reforçar a contribuição permanente do movimento CTS|CTSA para a construção de um presente e um futuro sustentáveis.

Atividades

As atividades a desenvolver ao longo do quadriénio terão de ser periodicamente atualizadas de acordo com a evolução dos contextos sociais, políticos e económicos que se operarem na sociedade. A dinâmica de mudança instalada é tão acentuada que se torna impossível elencar de forma segura tudo o que poderá e, sobretudo, deverá ser feito. O compromisso da lista candidata é de manter atenção permanente às mudanças conjunturais e reanalisar e decidir o foco e natureza das suas intervenções, de acordo com a Visão e Missão que se preconiza para a AIA-CTS. O Plano de Atividades para cada biénio será definido pelos Órgãos Sociais que vierem a ser eleitos.

Podem, no entanto, sumariar-se algumas atividades a desenvolver

(i) A nível interno

– Melhorar o sistema eletrónico de difusão de informação entre os Associados, de atualização permanente (notícias curtas) e periódica (relatórios, sínteses de eventos específicos);
– Conceber estratégias de angariação de novos Associados e implementá-las;
– Constituir Grupos de discussão e de trabalho por temáticas em estudo;
– Organizar e conduzir estudos comparativos sobre os currículos de ciências nos países representados na AIA-CTS.

(ii) A nível externo

– Co-organizar com a instituição anfitriã os Seminários Ibero-Americanos CTS no ensino das ciências (realização bienal);
– Organizar e participar em debates, reuniões, conferências, cursos e seminários sobre temas relevantes para a educação em ciência;
– Conceber estratégias de divulgação da AIA-CTS e de angariação de novos associados em outros países da América Latina;
– Estabelecer protocolos com outras associações / academias / sociedades científicas / instituições de formação de professores e profissionais de educação, localizadas na Europa ou em países da América Latina, para o desenvolvimento de missões particulares;
– Dar visibilidade externa às atividades da AIA-CTS, através de entrevistas, relatórios síntese, notícias em órgãos de comunicação social, sempre que haja condições e oportunidade para tal;
– Enriquecer o Boletim da AIA-CTS, desenvolvendo esforços para melhorar o seu conteúdo e a sua divulgação ampla;
– Promover a publicação conjunta de livros, capítulos de livros, artigos ou outros documentos que proporcionem uma visão comparativa das diversas realidades educativas;
– Promover a difusão alargada de estudos desenvolvidos pelos membros da AIA-CTS.

Universidade de Aveiro, 24 junho 2016
Isabel P. Martins; Amparo Vilches; Sílvia Porro; Aureli Caamaño; Fátima Paixão;
Rui Vieira; M. Arminda Pedrosa; Wildson dos Santos; Maria Delourdes Maciel;
Maria Mercedes Callejas; José Maria Oliva; Gisela Hernández.

 

 Associação Ibero-Americana CTS na Educação em Ciência – Plano de Atividades 2013 – 2014

Introdução

A Associação Ibero-Americana CTS na Educação em Ciência (AIA-CTS) é uma associação científica particular e sem fins lucrativos.

Fundada em 9 de julho de 2010, a AIA está sediada em Portugal, na cidade de Aveiro, no Campus Universitário de Santiago, na Universidade de Aveiro. Os primeiros Órgãos Sociais da AIA-CTS foram eleitos para o quadriénio 2012-2016, na Assembleia-Geral realizada em 27 de setembro de 2012, em Madrid, na Sede da Organização de Estados Iberoamericanos para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Sendo Ibero-americana, a Associação pretende abarcar a respetiva comunidade científica dedicada a desenvolver conhecimento na área Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS) na Educação em Ciência, em todos os Países da Ibero-América (Andorra, Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Chile, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, República Dominicana, Uruguai, Venezuela). Para acompanhar a lista de Membros Associados consultar o site http://aia-cts.web.ua.pt/

O Plano de Atividades para 2013 – 2014, o primeiro biénio do mandato dos seus primeiros Órgãos Sociais eleitos, respeita as ideias explicitadas no Programa de Candidatura quanto à Visão e à Missão da Associação, aqui recordadas.

Visão

A AIA-CTS deverá ter como visão tornar-se a maior Associação da comunidade Ibero-Americana de educação em ciência(s) orientada por perspetivas CTS.

Para alcançar esta visão, a AIA-CTS deverá definir uma agenda de intervenção orientada pelos seguintes princípios:

(i) Contribuir para a difusão de perspetivas CTS na educação em ciência em países Ibero-Americanos;

(ii) Envolver-se em intervenções educativas que nos vários países possam contribuir para reorganizar o ensino formal e não formal das ciências;

(iii) Congregar experiências desenvolvidas com vista a definir modelos e práticas que caracterizem processos de intervenção bem sucedidos;

(iv) Estabelecer parcerias com instituições e organismos congéneres.

Missão

A missão da AIA-CTS é tornar-se:

(i) Uma voz de educadores e investigadores Ibero-Americanos que advogam o enquadramento CTS para a educação em ciência;

(i) Uma rede de especialistas em educação em ciência que possa contribuir para a troca de experiências entre vários países Ibero-Americanos;

(ii) Uma plataforma para o diálogo de decisores políticos sobre o ensino formal e não formal das ciências em países Ibero-Americanos, através de estudos e elaboração de pareceres;

(iii) Uma rede de investigadores cujos trabalhos contribuam para o aprofundamento do conhecimento no domínio CTS;

(iv) Um parceiro privilegiado de outras entidades e associações científicas que trabalhem em prol da educação em ciência.

Plano de Atividades

Para concretizar a Missão da AIA-CTS torna-se necessário definir planos de Atividades detalhados de duração bienal, com Objetivos Estratégicos, envolvendo diversos parceiros e explorando sinergias disponíveis nos distintos países. Em todos os casos será necessário identificar uma ou mais pessoas responsáveis por cada tarefa, as quais poderão constituir grupos de trabalho com essa finalidade.

Tarefas / Atividades a desenvolver e seus responsáveis:

1. Desenvolver a Página web da AIA-CTS (http://aia-cts.web.ua.pt/), atualizando de forma permanente as secções existentes e acrescentando novas secções, de modo a reforçar a comunicação entre os membros Associados e a dar visibilidade à Associação junto de outros públicos. Registar no Facebook.

[Responsável pela coordenação da Página: Sónia Pião, Assessora da Associação. Todos os Membros Associados são solicitados a dar contributos sobre conteúdos]

As novas secções poderão contemplar:

1.1 Informações diversas (sobre Cursos, notícias, eventos / Congressos / Jornadas relevantes, etc.) com links às páginas web respetivas.

[Responsáveis pelos conteúdos: um dos membros Associados de cada País representado]

1.2 Ciência da Sustentabilidade.

[Responsável pelos conteúdos: Amparo Vilches]

1.3 Divulgação de estudos relevantes no campo CTS | CTSA | EDS (artigos publicados em revistas, capítulos de livros, livros, relatórios), da autoria de membros Associados, com um comentário sucinto e link para a publicação original ou o PDF. Divulgar publicações relevantes relacionadas com o campo CTS | CTSA | EDS de outros autores não integrados na AIA.

[Responsáveis pelos conteúdos: um dos membros Associados de cada País representado]

1.4 Criar três fóruns de debate: o primeiro para infantil / primária / básico (5-12 anos), o segundo para ensino básico e ensino secundário (13-18 anos) e o terceiro para ensino superior / formação de professores. Estes fóruns deverão permitir a todos os professores interessados, Associados e não Associados da AIA-CTS, apresentar, descrever e discutir com outros professores e investigadores, do mesmo País e de outros, as suas práticas de sala de aula, expor dúvidas, apresentar experiências inovadoras. Para apoiar cada um dos três fóruns deverão existir dois membros Associados, que se articularão entre si e que serão renovados na função de dois em dois meses.

[Responsáveis pela proposta de criação e organização do funcionamento dos fóruns: María Jesús Martín-Díaz e Rui Vieira]

2. Preparação do Seminário Iberoamericano CTS no Ensino das Ciências 2014, em Bogotá (Colômbia), julho 2014.

[Responsável: María Mercedes Callejas e grupo da Universidad Pedagógica Nacional de Colômbia, com a colaboração de membros Associados da AIA; Comissão científica alargada poderá contemplar membros Associados da AIA]

3. Conceber estratégias de divulgação da AIA-CTS e de angariação de novos membros Associados em todos os países da América Latina, Espanha e Portugal.

[Responsáveis: um dos membros Associados de cada País representado deverá conceber sistema de divulgação apropriado ao seu País]

4. Estabelecer protocolos com outras associações | academias | sociedades científicas | instituições de formação de professores e profissionais de educação, localizadas na Europa ou em países da América Latina, para o desenvolvimento de missões particulares.

[Responsáveis: Isabel P. Martins e Aureli Caamaño]

5. Publicitar a AIA-CTS em todos os eventos | Congressos | Seminários | Fóruns relacionados com a educação em ciência onde participem membros Associados, através de formas diversas (apoio institucional formal, divulgação através de cartaz alusivo, organização de mesa-redonda | Simpósio | etc.), consoante a disponibilidade.

[Responsáveis: a Direção]

6. Organizar Jornadas virtuais para preparação de intervenções, enquanto Associação Científica, em Congressos / Seminários, em particular no Seminário Iberoamericano CTS 2014.

[Responsáveis pela organização: um dos membros Associados de cada País representado integrante dos Órgãos Sociais]

7. Preparar a Assembleia-Geral a realizar em Bogotá, aquando do Seminário Iberoamericano CTS 2014.

[Responsáveis: os membros Associados integrantes da Assembleia-Geral]

8. Criar o Boletim e-AIA, edição eletrónica periódica, para difusão alargada da Associação e das suas atividades. Estabelecer parcerias com publicações congéneres.

[Responsáveis pela definição do modelo: três membros Associados de três Países representados]

9. Participar, enquanto Associação, em movimentos nacionais e internacionais de tomada de posição perante problemas socialmente relevantes, valorizando o papel da educação científica para a construção de um futuro sustentável.

[Responsáveis: membros Associados integrantes da Direção e da Comissão Executiva]

10. Criar o Prémio AIA CTS, anual, para distinguir a melhor Tese de Doutoramento ou Dissertação de Mestrado sobre CTS | CTSA, publicada em Português, Castelhano, Catalão ou Galego. No Seminário CTS 2014 seria anunciado o vencedor com trabalho apresentado em 2013.

[Responsável pela elaboração de proposta de Regulamento e Júri de apreciação: Rui Vieira]

11. Planeamento da candidatura à organização dos Seminários Iberoamericanos CTS no Ensino das Ciências bianuais.

[Responsáveis pela elaboração de proposta de Regulamento: Fátima Paixão e Maria Delourdes Maciel]

NOTA

O Prémio CTS terá um valor honorífico apenas, com emissão de Certificado, e direito a apresentação oral convidada no Seminário Iberoamericano seguinte.

Isabel P. Martins

Aveiro, 28.01.2013

Leave a Reply